Recurso Administrativo - Aposentadoria por Idade Híbrida - Afasta Coisa Julgada Administrativa - Atividade Rural - Justificação Administrativa - Reafirmação da DER

Recursos Administrativos

Trabalhador Rural

Publicado em: 13/02/2017 12:21:07Atualizado em: 22/08/2022 21:57:20

Recurso administrativo de concessão de aposentadoria por idade híbrida que visa afastar coisa julgada administrativo. Pedido de realização de JA para comprovar tempo rural

O Prev já ajudou mais de 90 mil advogados.Tenha acesso a mais de 3 mil petições no acervo.

Veja os planos

ILUSTRÍSSIMOS(AS) SENHORES(AS) CONSELHEIROS(AS) DA JUNTA DE RECURSOS DO CONSELHO DE RECURSOS DO SEGURO SOCIAL

NB 41/${informacao_generica}  

${cliente_nomecompleto}, ${cliente_qualificacao}, vem, por meio de seus procuradores, com fulcro no art. 578 da IN 128/2022, interpor o presente RECURSO ORDINÁRIO, pelos fundamentos a seguir expostos:

O Recorrente, no dia ${data_generica}, elaborou requerimento de aposentadoria por idade híbrida, com reconhecimento do exercício de atividade rural em regime de economia familiar no período de ${data_generica} a ${data_generica}.

O benefício foi indeferido, eis que o INSS reconheceu a coisa julgada administrativa no período de ${data_generica} a ${data_generica}, entendeu que o Recorrente utilizou a área total do imóvel (115ha) durante o período de ${data_generica} a ${data_generica} e considerou que não foram apresentados documentos que comprovem o efetivo exercício de atividade rural pelo Recorrente no período de ${data_generica} a ${data_generica}  .

Sendo assim, passa-se à análise das razões pelas quais a decisão deve ser revista.

DA AUSÊNCIA DE COISA JULGADA ADMINISTRATIVA

Pretende o Recorrente o reconhecimento do seu direito ao benefício de aposentadoria híbrida com a inclusão do período de ${data_generica} a ${data_generica}, durante o qual exerceu atividade rurícola.

No que tange ao lapso de ${data_generica} a ${data_generica}, observo que a 18ª Junta de Recursos do Conselho de Recursos da Previdência Social indeferiu a atividade rural no interregno em questão (NB 41/${informacao_generica}). Por essa razão, o Técnico do Seguro Social, em conclusão da entrevista rural e análise da documentação apresentada pelo Recorrente, deixou de analisar o interregno em comento.

Entretanto, no que tange ao revolvimento de matéria administrativa, a Lei nº 9.784/1999, que regula o processo administrativo no âmbito da Administração Pública Federal, preconiza que as decisões administrativas, podem ser revistas a qualquer momento, sempre que surgirem fatos novos ou circunstâncias relevantes suscetíveis de justificar a inadequação da norma aplicada. Perceba-se (grifos acrescidos):

Art. 65. Os processos administrativos de que resultem sanções poderão ser revistos, a qualquer tempo, a pedido ou de ofício, quando surgirem fatos novos ou circunstâncias relevantes suscetíveis de justificar a inadequação da sanção aplicada.

Parágrafo único. Da revisão do processo não poderá resultar agravamento da sanção.

Desta feita, nem sempre há coisa julgada administrativa, como existe na coisa julgada judicial, insuscetível de reexame após o trânsito em julgado. Pelo contrário, se houverem fatos novos, pode-se voltar ao processo administrativo e restabelecer novamente a questão com base nesses novos elementos.

Além da apresentação de novas provas ou novos fundamentos, possibilitada pelo novo requerimento administrativo formulado pelo Recorrente (NB ${informacao_generica}, DER em ${data_generica}), ressalta-se que o período em discussão no presente caso, de ${data_generica} a ${data_generica}, não foi objeto de análise em última e definitiva instância, não havendo que se falar em respeito à coisa julgada administrativa, eis que não houve preclusão sobre a matéria.

Desse modo, imprescindível a análise de todo o período pleiteado pelo Recorrente, a fim de comprovar o efetivo exercício de labor rurícola.

DA ATIVIDADE RURAL EXERCIDA NO PERÍODO DE ${data_generica} A ${data_generica}  

No que se refere a atividade rural desempenhada pelo Recorrente no período em questão, a prova careada as autos demonstra o exercício de atividade agropecuária pelo autor, primeiramente em terras arrendadas, no lugar denominado Campinas no interior de ${informacao_generica}, e, posteriormente, em terras de sua propriedade, no lugar denominado ${informacao_generica}.

Com efeito, vislumbra-se que o Recorrente e o seu irmão, Sr. ${cliente_nome}

A petição completa está disponível apenas para assinantes.

1025 palavrasPetição completa (5.122 palavras)

Você já leu 1025 palavras desta petição. Continue lendo, faça download desta petição formatada no Word e salve-a em seu computador, em formato .doc.

ASSINE O PREV E CONTINUE LENDO

Além de ter acesso a petições escritas por nossa equipe dedicada, que ganharam casos reais, você também poderá:

Fazer um cálculo previdenciário em até 5 minutos!

Basta enviar o CNIS do segurado e nós organizamos todos os vínculos rapidamente. Você os revisa e envia para cálculo.

Ter o diagnóstico completo dos benefícios disponíveis

Agora escolher o melhor benefício se tornou incrivelmente mais fácil. Você tem o retrato completo do seu segurado.

Receber as melhores petições para cada caso

Petições como a que você acabou de ler acima, já vêm preenchidas com os dados do segurado e pronta em PDF para protocolar ou imprimir.

O Prev já ajudou mais de 70 mil advogados a modernizar as rotinas de seu escritório previdenciário.

Embargos de Declaração09/11/2021

Embargos de declaração. Omissão quanto ao IRDR 12 do TRF4. Presunção absoluta de miserabilidade. Renda per capta inferior ao limite legal.

Petições Iniciais04/09/2019

Petição Inicial. Aposentadoria por Idade Rural. Possibilidade de cumulação com pensão por morte superior ao salário mínimo

Recurso de Apelação31/05/2021

Recurso de apelação. Aposentadoria por idade rural. Cômputo de auxílio-doença intercalado para fins de carência. Tema 1.125, STF.

Réplicas07/01/2021

Réplica. Aposentadoria Especial. Período posterior à vigência do Decreto n° 2.172/97.

Contrarrazões31/05/2021

Contrarrazões. Aposentadoria por invalidez. Incapacidade permanente. Análise das condições pessoais. Contribuinte individual que presta serviço como pedreiro.

Petições Iniciais10/12/2019

Petição inicial. Salário-maternidade. Inaplicabilidade do prazo decadencial previsto pela MP 871/2019. Nascimento anterior à edição da MP.