Os cálculos previdenciários fazem parte da rotina de todo advogado da área, uma vez que, após a análise da documentação do segurado, são eles que possibilitam que o profissional da advocacia seja capaz de identificar o benefício mais vantajoso para seu cliente. 

Porém, quais são os casos previdenciários mais lucrativos aos advogados?

Nesse artigo, citamos quais as demandas previdenciárias que podem aumentar a receita de seu escritório e por quê. Continue a leitura e saiba mais!

Demandas previdenciárias que geram maior lucratividade

Os benefícios previdenciários que costumam ser mais lucrativos aos advogados são a aposentadoria especial e as aposentadorias por tempo de contribuição em que há pedido de reconhecimento de especialidade para um ou mais períodos.

O pedido de reconhecimento de especialidade ocorre sempre que existe um ou mais vínculo exercido em condições especiais, ou seja, com exposição do trabalhador a agentes nocivos.

Tal pedido pode se dar através da aposentadoria especial, quando o(a) segurado(a) possui 15, 20 ou 25 anos de tempo especial, conforme previsão legal quanto à atividade exercida, ou, através da conversão dos períodos especiais em comuns, com a aplicação de um multiplicador, para fins de concessão de aposentadoria por tempo de contribuição.

Tanto a aposentadoria especial quanto a aposentadoria por tempo de contribuição com reconhecimento de especialidade tendem a ter valores de benefícios mais altos, podendo corresponder a 100% do salário-de-benefício do segurado (art. 57, § 1º da Lei 8.213/91), sendo, consequentemente, mais lucrativas para os advogados, que possuem honorários fixados sobre o valor da aposentadoria do cliente.

Nesse sentido, é bastante comum que as demandas desse tipo apresentem pedidos com valores entre R$100 mil e R$200 mil reais já no momento da distribuição da ação (valor da causa).

Ademais, em razão do próprio pleito de reconhecimento de especialidade das atividades laborativas, que possui parâmetros muito específicos e que são alvos constantes de recursos por parte do INSS, essas demandas costumam despender vários anos de discussão, entre fase administrativo e judicial, levando uma média de 60 meses para serem concedidas.

Assim, ante à demora na concessão, implantação e pagamento do benefício, os valores devidos ao segurado vão se acumulando, gerando, assim, uma espécie de “poupança judicial”, tanto para o segurado quanto para o advogado, já que os valores, quando pagos, são devidos desde a Data da Entrada do Requerimento – DER até a data do efetivo pagamento, sendo aplicada a devida correção monetária e os juros moratórios.

Benefícios previdenciários que geram maior demanda

Em contrapartida, as demandas de benefícios por incapacidade são as de mais rápida concessão. Isso tanto para o benefício por incapacidade temporária (auxílio-doença), quanto para o benefício por incapacidade permanente (aposentadoria por invalidez)

Tais pedidos podem ser concedidos ainda na fase administrativa (pedido junto ao INSS), com demora de apenas alguns dias ou semanas, ou, ainda, via judicial, com duração média processual de 6 meses.

Isso porque tais benefícios dependem, basicamente, de discussão quanto à existência ou não de incapacidade laborativa, a qual é analisada através de perícia administrativa/judicial e documentação médica apensada ao pedido.

Aliás, você sabia que cerca de 60% das ações previdenciárias na Justiça Federal se referem a benefícios por incapacidade?

Dessa forma, pela alta demanda existente e pela sua curta duração processual, são uma boa opção para advogados previdenciários, por apresentarem um retorno financeiro rápido, gerando um bom lucro justamente no volume de demandas que podem ser tratadas simultaneamente, ante a sua baixa complexidade.

Como fazer os cálculos de maneira mais rápida e eficaz?

Um dos nossos maiores objetivos no Prev é tornar a atividade da advocacia mais eficiente, sem perder qualidade.

Por isso, o Previdenciarista possui uma plataforma de cálculos previdenciários completa para todos os tipos de demandas e escritórios.

Com ela, é possível gerar automaticamente cálculos de Tempo de Contribuição, análise de Carência e Qualidade de Segurado, comparativos de RMIs para cada regramento, e muito mais, tudo de forma simples e rápida, através de um único documento: o CNIS.

O Prev também conta com as calculadoras de Valor da Causa, Liquidação de Sentença e um exclusivo Fluxo de Benefício por Incapacidade, no qual, em poucos passos, é possível gerar petição, cálculos e arquivos completos já formatados para a distribuição de processo eletrônico no eProc, ProJud e tantos outros sistemas de peticionamento virtual.

Além disso, ao final do cálculo, o Prev já sugere automaticamente modelos de peças, disponíveis em seu banco de petições previdenciárias, de acordo com o caso aplicável. Veja alguns exemplos:

Agora que você conheceu os casos previdenciários mais lucrativos e também aqueles que mais geram demanda, está preparado(a) para fazer as melhores escolhas no seu escritório. Continue navegando no blog do Prev e confira mais conteúdos ricos como este. 

Voltar para o topo